Escola de Música Geração M https://geracaom.com.br Você também pode aprender música! Wed, 24 Feb 2021 14:20:15 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.6.2 https://geracaom.com.br/wp-content/uploads/2016/12/logo-curvas-01.png Escola de Música Geração M https://geracaom.com.br 32 32 Como surgiu as notas musicais https://geracaom.com.br/2021/02/24/notas-musicais/ https://geracaom.com.br/2021/02/24/notas-musicais/#respond Wed, 24 Feb 2021 14:20:15 +0000 https://geracaom.com.br/?p=1903 Olá queridos, na dica musical de hoje vamos contar para vocês como surgiram os nomes das notas musicais. Bora?   A música esta presente desde o princípio dos tempos e com o passar do tempo foi se sentindo a necessidade de registrar aquilo que era tocado. No caso das notas musicais, elas surgiram com essa […]

The post Como surgiu as notas musicais first appeared on Escola de Música Geração M.]]>

Olá queridos, na dica musical de hoje vamos contar para vocês como surgiram os nomes das notas musicais. Bora?

menina escrevendo partitura

 

A música esta presente desde o princípio dos tempos e com o passar do tempo foi se sentindo a necessidade de registrar aquilo que era tocado. No caso das notas musicais, elas surgiram com essa necessidade de um registro mais preciso. Mas então quem inventou o “do ré mi” ?

guido d'arezzo partitura

 

Os nomes das notas musicais surgiram a partir de um hino coral medieval escrito por Guido D’Arezzo no séc. XI. Ele utilizou as primeiras sílabas do hino de São João Batista e essas se tornaram as notas musicais. Veja a partitura no exemplo a seguir

Partitura notas musicais pentagrama

Ut, Re, Mi, Fa, Sol, La e Si. A sílaba Ut foi substituída posteriormente pela sílaba Dó e a nota Sí é a reunião das primeiras letras de Sancte Johannes (pronuncia-se Iohannes). As sete notas musicais nessa ordem, repetem-se tanto para o grave, quanto para o agudo. Confira o hino completo de São João Batista e repare nas primeiras sílabas

Então é isso queridos, espero que tenham gostado de conhecer um pouquinho mais da história da música.

Katherine Ebesui

The post Como surgiu as notas musicais first appeared on Escola de Música Geração M.]]>
https://geracaom.com.br/2021/02/24/notas-musicais/feed/ 0
Dicas da nutri para cantores https://geracaom.com.br/2021/02/17/dicas-nutricionista-cantores/ https://geracaom.com.br/2021/02/17/dicas-nutricionista-cantores/#respond Wed, 17 Feb 2021 12:28:20 +0000 https://geracaom.com.br/?p=1898 Olá queridos, hoje venho com mais uma entrevista, dessa vez com a profissional da saúde, nutricionista Juliana Koga, que vai dar algumas dicas sobre alimentação correta para cantores. Bora?   1. Conte sobre você, sua formação, etc.  Nunca pensei que um dia me tornaria Nutricionista. Estudar a ciência da nutrição nunca fez parte dos meus […]

The post Dicas da nutri para cantores first appeared on Escola de Música Geração M.]]>

Olá queridos, hoje venho com mais uma entrevista, dessa vez com a profissional da saúde, nutricionista Juliana Koga, que vai dar algumas dicas sobre alimentação correta para cantores. Bora?

nutricionista

 

1. Conte sobre você, sua formação, etc. 

Nunca pensei que um dia me tornaria Nutricionista. Estudar a ciência da nutrição nunca fez parte dos meus planos e, por isso, costumo dizer que ela é quem me escolheu.
Não entrei diretamente na Universidade assim que concluí o Ensino Médio, pelo contrário, antes fiz um curso de nutrição e dietética em uma Escola Técnica Estadual (ETEC) que teve duração de um ano e meio. O Ensino Técnico em nutrição tem uma abordagem um pouco diferente da Universidade, pois prepara o aluno para uma área mais voltada para atividades de gestão, padronização de procedimentos, controle de qualidade, higiênico-sanitárias, segurança do trabalho, entre outros. Ou seja, são atividades totalmente diferentes das minhas atuais atribuições. Mas, ainda assim, certamente, o curso técnico teve grande relevância para a minha vida profissional atual, pois foi através dele que comecei a ver a nutrição com outros olhos. Em 2015 ingressei, através do Programa Universidade para Todos (ProUni), na Universidade São Judas Tadeu. Os próximos quatro anos na Universidade foram decisivos para me mostrar qual área da nutrição deveria seguir. Sempre digo que a nutrição tem um leque gigantesco de possibilidades, mas não deu outra: a escolhida foi a nutrição clínica.
Os quatro anos se passaram e enfim me formei em dezembro de 2018. Durante a graduação descobri que a residência não era uma realidade destinada apenas aos médicos, mas também para toda a equipe multiprofissional, incluindo os nutricionistas. Decidi que iria ser residente quando terminasse a graduação e, em 2019, prestei a prova de residência para a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), com início em 2020. A aprovação veio na certa e atualmente sou Residente do Programa de Urgência e Emergência. Além disso, também sou pós graduanda em Terapia Nutricional pela Universidade de São Paulo (USP).
Como disse logo no início, a nutrição é ciência, e a ciência sempre está em constante evolução. Por isso, um dos meus principais objetivos é me especializar cada vez mais na área. Atualmente utilizo as redes sociais (Instagram: @nutriresidente.ju) para incentivar os graduandos em nutrição a buscar aperfeiçoamento profissional através da residência multiprofissional.

2. Qual a importância da alimentação correta para a saúde no geral? 

Uma alimentação correta é aquela que assegura ao organismo o aporte energético adequado e todos os nutrientes necessários para o seu funcionamento.
Ao contrário do que muitos pensam uma alimentação saudável não custa caro, mas pode ser um pouco mais trabalhosa, visto o estilo de vida atual em que vivemos. Sendo assim, infelizmente, os alimentos ultraprocessados (comida congela, fast-food, suco de caxinha, refrigerante, etc.) acabam ganhando espaço pela praticidade.
Quando falamos sobre alimentação saudável é preciso pensar primeiro em segurança alimentar, equilíbrio, variedade e quantidade. Uma alimentação rica em frutas, verduras, legumes, feijão, grãos integrais, nozes, carnes magras e laticínios de baixa gordura (leite desnatado, por exemplo) e com baixo teor de sal e açúcar é capaz de nutrir o nosso corpo e de proteger a nossa saúde contra várias doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). A água é importante para manter o bom funcionamento dos órgãos e dos sistemas e, por isso, o consumo adequado (em torno de 2L/dia) é indispensável.

3. No que uma alimentação errada pode influenciar no corpo e na qualidade de vida? 

A alimentação tem grande influência no nosso organismo e na qualidade de vida. Uma alimentação inadequada (pobre em fibras, com alto teor de sal e de açúcar, por exemplo) pode acarretar no surgimento das DCNT, como a obesidade, diabetes, hipertensão e, infelizmente, também pode contribuir para o surgimento de alguns cânceres (colorretal, por exemplo) e, consequentemente, diminuir a qualidade de vida.

4. Quais alimentos são indicados para comer antes de cantar? 

Para melhorar a saúde da voz é necessário que se utilize de métodos que possam promover o bem-estar vocal. A hidratação e alguns alimentos podem contribuir para isso.
Uma alimentação saudável rica em fibras pode promover a amplitude de movimentos na região da boca, além de auxiliar no treinamento da musculatura facial.
As frutas cítricas (laranja, limão, tangerina, etc.) podem ser grandes aliadas, pois estimulam a salivação, melhoram a lubrificação do trato vocal e, além disso, contém pectina, um tipo de fibra solúvel que promove a higienização da cavidade bucal e, consequentemente, ajuda a melhorar a ressonância vocal.
O aipo, conhecido também como salsão, é um vegetal que tem benefícios antioxidantes, anti-inflamatória, anticancerígena e que, assim como a maçã, possui propriedades adstringentes que ajudam a diminuir a produção de secreção.
A ausência de hidratação pode acarretar no aumento da viscosidade da saliva e acúmulo de secreção, portanto é importante lembrar também que o consumo adequado de água favorece o desempenho da voz.

5. Quais alimentos deve-se evitar antes de cantar? 

Alguns alimentos podem prejudicar o desempenho vocal e, portanto, devem ser evitados antes de cantar. Alimentos e preparações muito gordurosas tornam a digestão mais lenta, o que dificulta a atividade de movimentação do diafragma (músculo importante para a respiração) e contribui para o aparecimento do refluxo.
Leite e derivados também devem ser evitados, pois aumenta a produção de secreção, o que dificulta no momento da vibração das pregas vocais.
Alimentos que contém cafeína, por contribuírem para o aumento da acidez, podem causar refluxo e, se atingir a laringe, pode irritar a sua mucosa.
Deve-se evitar o uso de sprays, balas e pastilhas, pois mascaram o esforço vocal e, dessa maneira, o profissional pode exceder o uso da voz.
Alimentos como: chocolate, café, refrigerante e bebida com teor alcoólico também devem ser evitados.

6. Nós sabemos que é bom comer maça antes de cantar, por quê? 

A maçã tem propriedades adstringentes, ou seja, ela contribui para o estreitamento dos tecidos e reduz a produção de secreção, além de promover a hidratação, por isso pode ser uma grande aliada para os profissionais e estudantes de canto.

7. Por que deve-se evitar chocolate, refrigerante, café e bebidas alcoólicas antes de cantar? 

Assim como o leite e os seus derivados, o chocolate também pode prejudicar a vibração das pregas vocais, por deixar o muco do trato vocal mais espesso.
A cafeína possui ação diurética e, em excesso, pode causar desidratação corporal, incluindo as pregas vocais.
O consumo de refrigerante deve ser evitado por causar distensão gástrica, devido a presença de gases na bebida, e a distensão pode prejudicar a movimentação do diafragma.
A bebida alcoólica pode irritar a laringe e causar efeito anestésico e, dessa maneira, mascarar alterações vocais. Além disso, também pode causar alterações na atividade muscular da laringe.
Além disso, todos esses alimentos podem contribuir para o aparecimento de refluxo.

8. O que fazer para amenizar refluxo e pigarro excessivo para quem canta?

Deve-se evitar ingerir alguns alimentos antes do uso excessivo da voz: chocolate, leite e derivados, café, refrigerante, alimentos gordurosos; e preferir alimentos que possam auxiliar na saúde do trato vocal como, por exemplo, as frutas cítricas, maçã, além do consumo adequado de água.

9. Quais os malefícios de comer e logo em seguida cantar ou praticar uma atividade física? 

Deve-se evitar cantar ou fazer atividade física logo após as refeições, pois ao realizar qualquer atividade de maior intensidade com o estômago cheio, o esforço pode retardar o processo de digestão, além de causar a compressão do diafragma e gerar mal-estar e desconforto.

10. Dicas, sugestões e comentários

É fundamental para qualquer profissional ou estudante de canto cuidar da sua voz. A alimentação tem um papel muito importante, no entanto, os cuidados com a
alimentação devem ser expandidos para a vida no geral e não somente visando a qualidade vocal. Portanto, gostaria de indicar o “Guia Alimentar Para a População Brasileira (2014)” do Ministério da Saúde. O guia apresenta um conjunto de informações e recomendações sobre alimentação que objetivam promover a saúde de pessoas, famílias e comunidades e da sociedade brasileira como um todo.

Então é isso, espero que tenham gostado das dicas da nutri Ju e que tenha te ajudado a ter uma alimentação correta antes de cantar.

Katherine Ebesui

The post Dicas da nutri para cantores first appeared on Escola de Música Geração M.]]>
https://geracaom.com.br/2021/02/17/dicas-nutricionista-cantores/feed/ 0
7 filmes clássicos que você precisa ver https://geracaom.com.br/2021/02/10/filmes-classicos/ https://geracaom.com.br/2021/02/10/filmes-classicos/#respond Wed, 10 Feb 2021 12:00:47 +0000 https://geracaom.com.br/?p=1893 Olá queridos, hoje venho com 7 filmes clássicos musicais que você precisa ver!! Bora pra lista!!   1. Chicago Chicago lançado em 2002 explora o tema do status de celebridade instantânea na cidade de Chicago na década de 1920. Esse filme venceu 6 Óscar em 2003, incluindo de melhor filme do ano. Foi o primeiro […]

The post 7 filmes clássicos que você precisa ver first appeared on Escola de Música Geração M.]]>

Olá queridos, hoje venho com 7 filmes clássicos musicais que você precisa ver!! Bora pra lista!!

filme mulan rouge

 

1. Chicago

Chicago lançado em 2002 explora o tema do status de celebridade instantânea na cidade de Chicago na década de 1920. Esse filme venceu 6 Óscar em 2003, incluindo de melhor filme do ano. Foi o primeiro musical a receber este prêmio desde Oliver em 1968. Ocupa a 12 posição na lista dos 25 maiores musicais do cinema americano. Confira o clipe aqui abaixo!

2. Grease

Grease, filme de 1978 é um filme de comédia musical baseado no musical de 1971 de mesmo nome. O filme retrata a vida do líder da gangue de greasers Danny Zuko e da australiana Sandy Olsson que se reencontram no colégio depois de um amor de verão e tem que lidar com a pressão dos amigos e os dramas adolescentes da época. Tornou-se o filme musical de maior bilheteria de todos os tempos na época e até hoje é um dos filmes musicais de maior arrecadação de bilheteria dos EUA. Recebeu oscar de melhor canção original com a Hopelessly devoted to youo e 5 indicações ao globo de ouro. Vamos conferir o trailer.

 

3. Les Miserables

Les miserables, é um romance publicado em 1862 que deu origem a muitas adaptações no cinema, neste romance da literatura francesa, retrata a vida de pessoas pobres em Paris na França provincial do século XIX, retrata a desigualdade social e a miséria decorrente e por outro lado o empreendedorismo e o trabalho desempenhando uma função transformadora para o personagem. O filme de 2012 e foi uma celebração pelos 25 anos do musical. Vamos conferir o trailer

4. Moulin Rouge

Moulin Rouge, lançado em 2001, conta a história de um jovem escritor, Christian, que se apaixona pela estrela do cabaret moulin rouge, a atriz Satine. Vencedor de 2 Óscar em 2002 e 3 globos de ouro. Vamos conferir o trailer

5. Singing in the rain

Singing in the rain ou cantando na chuva é um filme de 1952 que se passa nos anos 20 em Hollywood na transição do cinema mudo para o cinema falado. O filme ocupa a lista dos 25 maiores musicais americanos de todos os tempos. Vamos conferir o trailer?

 

6. Funny Girl

Funny girl, lançado em 1968 do gênero musical drama biográfico musical. O filme relata a história da comeidante Fanny Brice desde o início no Lower East side em Nova Iorque até o sucesso em Ziegfeld Follies e sobre seu casamento com seu primeiro marido Nick Arnstein. O filme vencedor do óscar e globo de ouro de melhor atriz para Barbra Streisand. Vamos conferir o trailer.

7. Dirty Dancing 

E o útimo filme da nossa lista de hoje, Dirty dancing, é um filme de 1987 do gênero drama romântico musical. O filme conta a história de uma jovem que se apaixona pelo seu professor de dança durante as férias em um resort. Dirty dancing faturou mais de US$217 milhões em todo o mundo e a trilha sonora do filme gerou  vários singles de sucesso como "I've had the time of my life". Ganhou o globo de ouro, oscar de melhor canção original e grammy por melhor dueto. Vamos conferir o trailer

Então é isso, espero que tenham gostado das dicas de filme de hoje, achou que faltou algum na nossa lista? Comenta aqui abaixo!!

Katherine Ebesui

The post 7 filmes clássicos que você precisa ver first appeared on Escola de Música Geração M.]]>
https://geracaom.com.br/2021/02/10/filmes-classicos/feed/ 0
Dicas para cantar bem na igreja https://geracaom.com.br/2021/02/03/dicas-cantar-igreja/ https://geracaom.com.br/2021/02/03/dicas-cantar-igreja/#respond Wed, 03 Feb 2021 13:37:01 +0000 https://geracaom.com.br/?p=1886 Olá queridos, hoje venho com mais uma entrevista com os professores e dessa vez, foi com o prof. Diego Monteiro e ele respondeu algumas perguntas para te dar dicas de como cantar bem na igreja, bora?   1. Conte sobre você, sua trajetória na música e na igreja. Olá! Eu sou o Diego Monteiro. Minha […]

The post Dicas para cantar bem na igreja first appeared on Escola de Música Geração M.]]>

Olá queridos, hoje venho com mais uma entrevista com os professores e dessa vez, foi com o prof. Diego Monteiro e ele respondeu algumas perguntas para te dar dicas de como cantar bem na igreja, bora?

banda liturgica

 

1. Conte sobre você, sua trajetória na música e na igreja.

Olá! Eu sou o Diego Monteiro. Minha história começa quando eu era bem pequeno. Meus pais contam que quando eu tinha menos de 1 anos, entramos em uma igreja e tinha um rapaz tocando timba (instrumento de percussão), e o som daquele tambor me encantou e me paralisou. Desde então não parei mais de batucar em todo canto, com talheres e panelas, até que meus pais me deram uma bateria infantil e eu comecei a fazer aulas de bateria na EMIA. Depois disso foi só crescimento. Como meu pai toca violão, ele me ensinou, e aprendi vários outros instrumentos sozinho. Aprendi também a ser afinado, mas durante muito tempo não me vi como cantor. Demorou um bom tempo, e precisei da ajuda da Kathê, fundadora da Geração M, pra me mostrar como usar minha voz

2. Qual a principal dica para quem quer cantar na igreja mas tem vergonha ou nunca fez aula?

Se na sua igreja já tem uma banda ou um ministério, vá aos ensaios, e peça para ensaiar com eles. Lá você vai aprender como uma banda funciona, vai aprender a lidar com o nervosismo de cantar na frente de outras pessoas, e eles vão te dar dicas para que você possa melhorar na afinação e na colocação da sua voz.

Com o passar do tempo, você vai estar pronto(a) para cantar sua primeira música em uma missa, culto ou show; e a partir daí é só alegria.

3. Qual a principal diferença entre cantar na igreja ou cantar em show/para amigos?

São situações completamente diferentes. Num show você quer levar as pessoas à um êxtase para fora, na igreja você quer levar as pessoas a rezar, a encontrar com Deus; é uma experiência mais interna. Então uma quer levar ao descontrole, à agitação, e outra é ao controle, à consciência.

Musicalmente isso se torna uma questão de humildade e de extrovertismo. Num show, você é o centro, e não há nada de errado com isso. Então você precisa entreter a plateia, colocar bastante energia na performance e na presença de palco.

Na igreja, você não é o foco, então seu trabalho é ser simples, discreto, e deixar Deus ser o centro.

4. O que para você é essencial a pessoa ter e/ou fazer para cantar na igreja?

Número 1: Rezar. Não adianta ter uma linda voz se você não colocar seu coração em serviço e intimidade com Deus.

Mas logo na sequência vem a capacidade musical, então pra mim o essencial é

- Tirar as músicas, e ter bastante intimidade com ela, decorar todas as melodias, as partes da música, etc.

- Ensaiar com a banda, ter intimidade musical com os membros da banda, etc.

- Aprender a deixar a música fluir de acordo com o momento de oração: às vezes vai ser necessário repetir um refrão ou voltar a música do começo, então esteja preparado para mudanças em tempo real.

5. Qual o maior aprendizado que você teve ao cantar/tocar na missa/culto? 

No palco eu sinto um orgulho imenso, e não de um jeito ruim, mas de uma alegria de poder tocar pessoas. Mas na missa, na igreja, eu sinto que há algo muito maior que eu agindo, e isso é transformador!

6. Qual o maior erro que as pessoas cometem ao cantar na igreja? 

Achar que não precisar de capacitação musical para servir na banda da igreja. Minha missão particular é fazer com que todas as igrejas do mundo tenham uma linda música. Não suporto entrar em uma missa ou um culto em que o canto está desafinado, e a banda está insegura. Por mais que haja muita boa vontade, só isso não é o bastante!

Faça uso da sua boa vontade para aprender aquele instrumento ou canto que Deus te pede hoje. A Geração M com certeza vai te ajudar nisso.

Quando o canto está afinado e a banda traz segurança, levitamos quase sem querer, e assim ficamos mais perto de Deus.

7. O que na sua opinião a igreja/comunidade pode fazer para melhorar a qualidade dos músicos?

Investir em pequenos grupos de ensaio e educação musical. Façam grupos de música, chamem um professor para dar aulas em grupo, ensaiem, procurem na internet, toquem!

Fazendo isso nos bastidores durante um tempo, logo logo estarão tocando em missas, cultos e outros eventos, e vão fazer isso agradando o coração de Deus.

8. Que dica você da para quem esta começando a cantar na igreja? 

Conheça sua voz. Aprenda como ela funciona, quais notas você alcança, como respirar adequadamente, como cantar afinado, e vá cantar com outras pessoas. Aprender um instrumento como violão ou teclado ajuda muito!!!

9. Qual preparação o cantor deve ter antes do ensaio e da missa/culto? 

Não posso enfatizar o bastante a necessidade de conhecer a música. Ensaio não é lugar de aprender música, é lugar de passar juntos e conhecer a banda musicalmente. Então aprenda todas as músicas antes de pisar no ensaio.

Além disso, antes de começar a ensaiar ou tocar, reze! Nossa vida é dom de Deus, e o dom da música também foi dado por ele, para que nós o multipliquemos. Não é por acaso que você gosta tanto de cantar. Agradeça a Ele pela oportunidade de cantar novamente, e de alegrar Seu coração.

10. Dicas, sugestões e comentários

Minha última dica é para que você cante com outras pessoas. Em tempos de isolamento é difícil, mas encontre pessoas próximas que podem tocar sempre contigo. Isso faz maravilhas para quem está começando a cantar.

Sempre aqueça sua voz, em casa ou na igreja. Cante no chuveiro, no carro, em todo lugar. Ouça muitas músicas de estilos diferentes. Aprenda a cantar as músicas que você já ama e já conhece. Não deixe sua voz escondida!

Então é isso, espero que tenham gostado das dicas do prof. Diego e que isso consiga te tornar um cantor ainda melhor para Deus e para você.

Katherine Ebesui

The post Dicas para cantar bem na igreja first appeared on Escola de Música Geração M.]]>
https://geracaom.com.br/2021/02/03/dicas-cantar-igreja/feed/ 0
Como enviar currículo de música https://geracaom.com.br/2021/01/27/curriculo-musica/ https://geracaom.com.br/2021/01/27/curriculo-musica/#respond Wed, 27 Jan 2021 13:55:25 +0000 https://geracaom.com.br/?p=1877 Olá queridos, hoje venho falar com vocês sobre algumas dicas e sugestões para enviar o seu currículo da melhor forma. Tudo isso são coisas que aprendi durante meus anos recebendo e avaliando currículos e pessoas para as aulas aqui. Então acho legal compartilhar para ajudar você que esta começando ou que quer aperfeiçoar e garantir […]

The post Como enviar currículo de música first appeared on Escola de Música Geração M.]]>

Olá queridos, hoje venho falar com vocês sobre algumas dicas e sugestões para enviar o seu currículo da melhor forma. Tudo isso são coisas que aprendi durante meus anos recebendo e avaliando currículos e pessoas para as aulas aqui. Então acho legal compartilhar para ajudar você que esta começando ou que quer aperfeiçoar e garantir uma maior chance de sucesso. Bora?

curriculo

 

1. Escreva bem o seu currículo

Pode parecer simples, mas a parte de montar o currículo é a mais importante. Vou falar algumas coisas que eu, como diretora, vejo e avalio. Claro que isso não vai servir para 100% dos casos porque cada escola procura algo em específico, mas da para ter uma ideia e um norte para quem está começando ou para quem não tem tido muito sucesso.

Por mais que tenhamos currículos mais despojados e por estarmos em uma carreira não tão "séria" e mais artística, com currículos mais criativos, cuidado, eu prezo muito pelo profissionalismo e já recebi currículos que achei "zoeira" de mais e não gostei, então atentem nisso.

Outra questão é, se você vai enviar o currículo para trabalhar em engenharia, você vai montar ele com as qualidades e formações necessárias para esse trabalho certo? O de música precisa ser a mesma coisa, quando eu recebo currículos que só constam o lado artístico de shows, gravações, etc, sem contar nenhum lado acadêmico, por exemplo, aonde deu aula, quais cursos fez, etc, eu já excluo ou pelo menos já perde pontos. Então tenham dois tipos de currículo, um artísticos e um educacional, faz a diferença.

2. Primeiro contato

Esse primeiro contato também é bem importante, pois ele vai dar a primeira impressão, então cuidado com muita informalidade. Se o seu primeiro contato vai ser pelo whatsapp é importante se apresentar, um bom dia/boa tarde, como está, o básico de educação que infelizmente hoje, muitos pulam e não acham necessário, eu prezo muito por isso, cuidado com audios no whatsapp, nesse primeiro contato, dê preferência a um texto escrito e bem elaborado.

Se o seu primeiro contato vai ser por e-mail, NUNCA envie somente o currículo sem nenhum texto ou apresentação, eu já excluo na hora, porque se o candidato não teve nem o trabalho de se apresentar, não serve para trabalhar na minha empresa. Então coloque o assunto, seja formal e cordial, envio em anexo meu currículo, desde já agradeço, etc, coisas básicas que infelizmente muitos deixam passar.

mulher e homem de negocios

3. Na hora da entrevista

No nosso caso de escola de música, além do bate papo comum nós sempre pedimos para o músico tocar alguma coisa, por exemplo, se for professor de piano, tocar algo no piano, professor de canto, cantar e por ai vai, então sempre venha preparado. Nós nunca avisamos os entrevistados que será pedido isso justamente pra ver como eles lidam e se saem no se vira nos 30, mas o ideal é que você esteja sempre preparado.

4. O que não fazer

Na nossa área de música é mais comum que em outras áreas, acredito eu, mas o que você não deve fazer nunca é querer trabalhar com algo que você não tem conhecimento, parece besta falar isso mas acontece muito. Vou dar um exemplo, nós já recebemos contato de pessoas interessadas em dar aula, mas que já vem perguntando se precisa ensinar partitura ou saber ler partitura, falando que hoje trabalha com uma coisa x mas gostaria de entrar pra esse ramo da música, que não tem muito conhecimento ou experiência mas que esta querendo experimentar algo novo.

Se eu hoje com meu currículo e formação inteiramente musical decido trabalhar com direito nunca poderia chegar numa empresa e falar que eu não tenho conhecimento ou formação nenhuma mas quero ver no que da, então porque as pessoas fazem isso com a música? Se você quer mudar de profissão, quer ingressar nesse meio musical, ótimo! Mas estude antes, procure uma boa escola/conservatório, converse com gente da área, procure uma graduação, faça cursos e ai sim você procura trabalho na área, vamos respeitar e valorizar os profissionais que ralam e estudam para isso.

5. Dica extra

Agora falando de um a mais, que não é necessário, mas que se o candidato tiver com certeza vai impressionar é montar um portfólio para ser entregue ou enviado na entrevista, mostrando trabalho, a experiência que ele teve, mostra-lo tocando, etc. Com certeza vai passar muito profissionalismo e vai chamar a atenção.

Então é isso, espero que tenham gostado das dicas e que consigam utilizar, lembrando mais uma vez que aqui eu dei a minha visão e opinião como diretora nos anos que tenho recebido currículo e realizado entrevista, não é a verdade absoluta mas já serve para você avaliar o que é melhor para você. Espero ter ajudado.

Katherine Ebesui

The post Como enviar currículo de música first appeared on Escola de Música Geração M.]]>
https://geracaom.com.br/2021/01/27/curriculo-musica/feed/ 0
Como pintar letras na parede https://geracaom.com.br/2021/01/20/diy-fachada/ https://geracaom.com.br/2021/01/20/diy-fachada/#comments Wed, 20 Jan 2021 14:27:02 +0000 https://geracaom.com.br/?p=1864 Olá queridos, primeira postagem do ano e já venho com uma novidade legal que fizemos na frente aqui da escola. Quer aprender a pintar letras e números na parede? Então vem com a gente! 1. Prepare a parede A primeira coisa é preparar a parede que você vai colocar as letras ou números, certifique-se de […]

The post Como pintar letras na parede first appeared on Escola de Música Geração M.]]>

Olá queridos, primeira postagem do ano e já venho com uma novidade legal que fizemos na frente aqui da escola. Quer aprender a pintar letras e números na parede? Então vem com a gente!

1. Prepare a parede

A primeira coisa é preparar a parede que você vai colocar as letras ou números, certifique-se de que ela esteja com a tinta base limpa e uniforme.

Como nós estávamos com um problema de infiltração, nós passamos uma massa acrílica, depois lixamos e pintamos de branco, que é a cor que escolhemos para ficar por baixo, lembre de deixar secar bem.

2. Prepare os moldes

Agora é hora de preparar os moldes para pintar, escolha uma fonte que te interesse e imprima cada letra em uma folha ou duas letras por folha dependendo o tamanho da letra que você escolher.

No nosso caso, como é a fachada da escola e nós colocamos o site, número de telefone e número da casa, escolhemos uma fonte na qual a letra e os números ficasse o mais visível possível.

Para a letra preencher bem a folha, nós fizemos o molde no Adobe illustrator (Ai), mas você pode fazer pelo word mesmo, só tente deixar o mais preenchido na folha possível.

letras escritas

3. Recorte os moldes

Agora que você já tem todas as letras que vai usar impressas, recorte os moldes, cuidado nas letras que tem um "buraco" no meio como "o" certifique de deixar uma faixa para ela não soltar, ai na hora de pintar, quando terminar você retira o molde e pinta a parte que faltar.

Veja na imagem abaixo.

letra cortada

4. Hora de colar 

Agora você deve colar esses moldes na parede aonde vai pintar, utilize de preferência aquela fita azul, ela é própria para pintura e não corre o risco de danificar a tinta de baixo, nós acabamos usando a branca, mas por garantia, utilize a azul rsrs.

Utilizamos uma régua de nível para ter certeza de que as letras estariam todas na mesma altura e para que nenhuma ficasse torta, medimos para ver a distancia do site, telefone e número da casa.

Veja na imagem abaixo.

molde de letrra na fachada

5. Agora é só pintar

Como nós não tínhamos muito tempo para isso, resolvemos pintar sem diluir a tinta, assim tivemos que passar só uma mão e já ficou bom. Escolhemos a cor vermelha para dar mais destaque a letra, escolhemos a tinta da Suvinil cor maça do amor e pintamos com um pincel.

Veja na foto abaixo.

letra pintada de vermelho

6. Finalização

A hora de pintar com certeza é a mais tensa, rsrs, porque não podemos errar, então pinte com calma e cuidado que vai dar tudo certo. Terminado, você retira o molde de papel com cuidado e esta pronto.

Confira o resultado final.

fachada escola de musica

Então é isso, espero que tenham gostado das dicas e que consigam fazer uma parede bem legal para decorar sua casa, quarto e aonde mais você desejar.

Katherine Ebesui

The post Como pintar letras na parede first appeared on Escola de Música Geração M.]]>
https://geracaom.com.br/2021/01/20/diy-fachada/feed/ 4
Como melhorar seus estudos em 2021 https://geracaom.com.br/2020/12/30/melhore-estudos-2021/ https://geracaom.com.br/2020/12/30/melhore-estudos-2021/#respond Wed, 30 Dec 2020 14:16:06 +0000 https://geracaom.com.br/?p=1849 Nessa última semana do ano, trago para vocês algumas dicas e ideias ajudar a avaliar e melhorar os seus estudos musicais nesse próximo ano. Bora? 1. Crie uma rotina de estudos  Essa dica não pode faltar, já está batida, mas ela é uma das mais importantes, a prática leva a perfeição. Pode ter certeza que […]

The post Como melhorar seus estudos em 2021 first appeared on Escola de Música Geração M.]]>

Nessa última semana do ano, trago para vocês algumas dicas e ideias ajudar a avaliar e melhorar os seus estudos musicais nesse próximo ano. Bora?

menina bonita cantando com blusa verde e fundo verde ano novo
Hand photo created by wayhomestudio - www.freepik.com

1. Crie uma rotina de estudos 

Essa dica não pode faltar, já está batida, mas ela é uma das mais importantes, a prática leva a perfeição. Pode ter certeza que você vai evoluir muito mais no seu instrumento, estudando 10 min que seja todo dia, do que estudar 8 horas uma vez na semana.

Quando você cria uma rotina de estudos todos os dias, o seu corpo consegue assimilar aos poucos, a musculatura vai sendo treinada e desenvolvida de forma gradual e o cérebro tem tempo para ir processando tudo com calma ao invés tudo de uma vez só. Então nesse próximo ano, coloque como meta, estudar todos os dias o seu instrumento, mesmo que seja 10 min por dia. Faça o teste e você vai ver como o seu desenvolvimento será muito maior.

2. Defina seus objetivos

Isso é muito importante quando você vai estudar/ aprender um instrumento, definir os objetivos macro e micro, objetivos no ano, semestre e bimestre. Na Geração M, nossos professores já fazem isso com os alunos, mas se você estiver estudando sozinho, é importante que você mesmo faça.

Primeiro você deve entender e definir quais os seus objetivos com o instrumento, pretende aprender um instrumento para se profissionalizar? Por hobbie? Quer estudar sério, mas sem pretensão de trabalhar com isso? É importante você saber aonde quer chegar com o seu instrumento para definir como será o seu estudo.

Depois de definir o seu objetivo macro, por exemplo, se profissionalizar, você deve definir em quanto tempo quer atingir esse objetivo, você tem tempo e quer ir com calma? Tem um ano? Tem 3 anos? E a partir daí você verá quanto vai ter que se dedicar por dia no seu instrumento.

Depois disso é definir conteúdos e repertório, veja quais os conteúdos que você deve aprender e coloque numa ordem didática, repertório também, comece com músicas mais simples e vá complicando aos poucos. Nesse ponto, é muito importante a orientação de um professor adequado para que não surjam vícios e que o aprendizado seja completo e não falhado como vemos em muitos músicos por aí.

3. Instrumento adequado

Na escola vemos muito esse problema, principalmente com crianças, como os pais não tem certeza que eles vão realmente continuar estudando música, eles não compram o instrumento mais adequado, geralmente acabam utilizando algum que tem na família mesmo, que normalmente é muito grande para a criança ou não supre as necessidades de técnica dela, etc.

É importante que você tenha um bom instrumento para estudar, que ele esteja no tamanho exato para você, isso no caso de violão, violino, etc. Não adianta uma criança querer estudar com um violino de adulto, vai ser muito grande e desconfortável, pode causar má postura, não vai alcançar o braço todo, etc, vai acabar sendo um desserviço o violino ao estudo e aprendizado, então veja bem o tamanho do instrumento e se está adequado a você.

Outra questão que vemos é por exemplo, alunos de piano, estudando num teclado, para o início funciona bem, mas depois de um certo tempo, você vai precisar de todas as oitavas, você vai ter que treinar a questão do peso da tecla, tem a questão do tamanho da tecla também, os pedais, então não adianta ser estudante de piano sem piano rsrs certifique-se de que você tenha o instrumento real para estudar, hoje tem diversos modelos e tipos no mercado para todos os tipos de bolso, se você quer aprender esse instrumento mesmo, se organize para ter um ou aqui na Geração M, nós liberamos as salas para os alunos virem estudar fora do horário da aula, certifique-se de que sua escola tenha essa liberdade também e pode ser uma boa opção.

O importante é estar sempre conversando com o seu professor(a) ou professor(a) do seu filho, que ele vai indicar se o instrumento precisa ser trocado ou se da pra levar por mais tempo.

4. Escute música

Ouvir música é uma forma divertida e educativa também, escute mais música, veja músicos tocando/ cantando, repare na técnica, performance, harmonia, melodia, tudo. Faça uma análise das músicas e dos seus artistas preferidos, além de ser divertido e inspirador você vai aprender junto.

5. Vá a shows

Estamos na expectativa de que esse ano (2021) poderemos voltar a sair e ir em shows e consertos rsrs É muito bom ver um show ou concerto ao vivo, é inspirador, você aprende se divertindo, é realmente como uma aula.

6. Toque mais

Toda oportunidade de se apresentar é válida, nem que seja para a família ou uma roda de amigos. Tocar ao vivo para outras pessoas é muito bom para praticar, sempre vai dar algum probleminha que você vai ter que improvisar, é uma ótima oportunidade para você treinar a sua performance e presença de palco de forma mais tranquila, separe algum repertório e bora tocar em 2021 (se o covid deixar rsrs).

7. Escute músicos experientes 

É legal você conversar com músicos mais experientes e pegar algumas dicas, de como estudar, instrumentos, cursos, etc. Ouvir quem já está na área é sempre bom, então converse com alguém sobre o instrumento, ouça suas histórias, trajetória de estudos, estilo e as dicas.

mulher ouvindo musica festiva ano novo
Hand photo created by wayhomestudio - www.freepik.com

Então é isso, espero que tenham gostado das dicas para começar 2021 com o pé direito nos estudos de música, não deixe para amanhã e realize seus sonhos de estudar música logo no comecinho do ano. #vem2021

Katherine Ebesui

The post Como melhorar seus estudos em 2021 first appeared on Escola de Música Geração M.]]>
https://geracaom.com.br/2020/12/30/melhore-estudos-2021/feed/ 0
5 dicas de decoração de natal musical https://geracaom.com.br/2020/12/17/5-dicas-decoracao-natal/ https://geracaom.com.br/2020/12/17/5-dicas-decoracao-natal/#respond Thu, 17 Dec 2020 20:00:27 +0000 https://geracaom.com.br/?p=1834 A dica musical de hoje é para você decorar sua casa pro natal da forma mais musical possível rsrs Bora pras dicas Primeira dica A primeira dica é para fazer uma mini arvore de natal feita de partituras antigas ou que você não use mais. Musico tem partitura em casa pra dar e vender ne? […]

The post 5 dicas de decoração de natal musical first appeared on Escola de Música Geração M.]]>

A dica musical de hoje é para você decorar sua casa pro natal da forma mais musical possível rsrs Bora pras dicas

Mulher bonita loira ouvindo musical no fundo de natal
Hand photo created by wayhomestudio - www.freepik.com

Primeira dica

A primeira dica é para fazer uma mini arvore de natal feita de partituras antigas ou que você não use mais. Musico tem partitura em casa pra dar e vender ne? Rsrs você pode pegar alguma que você não usa mais para transformar em uma mini arvore para colocar na sua mesa do escritório ou em alguma estante que fica super lindo, veja na imagem abaixo.

arvore de natal de partitura com dobradura
https://comofazeremcasa.net/arvores-de-natal-com-papel/

Segunda dica

Essa próxima dica também envolve alguma partitura que você não use mais e possa cortar, cole os pedaços num palito de sorvete e é só decorar um lacinho ou uma estrela no topo, amarrar um barbante e usar pra decorar sua árvore de natal da forma mais musical, veja na imagem abaixo

enfeite de arvore de natal com partitura
https://www.revistaartesanato.com.br/decoracao-de-natal-simples-e-bonita/

Terceira dica

Mais uma dica para você colocar na sua árvore, uma bolinha de natal um pouco diferente. Corte pedaços redondos de papelão e cole as partituras nele do mesmo tamanho, depois é só dobrar, colar e colocar um enfeite e barbante no topo, pronto, um enfeite lindinho e fácil pra sua árvore e bem mais musical.

bola de natal feita de partitura
https://www.revistaartesanato.com.br/ideias-criativas-decoracao-natal/amp/?inf_contact_key=ca9b5ebe51ab58999aee2b1822190ab489dc4aa05d3d2feed4ad74e3b7e1f750

Quarta dica

Mais um enfeite pra sua árvore, dessa vez em formato de estrela, corte um papelão em formato de estrela no tamanho desejado, você pode cortar a partitura do mesmo tamanho ou um pouco menor como na foto abaixo, coloque o enfeite que quiser, barbante e é só pendurar na árvore

estrela para colocar na arvore de natal de partitura
https://www.tuacasa.com.br/decoracao-de-natal-simples/

Quinta dica

Que tal dar uma vida nova para aquela bolinha de natal mais surradinha rsrs Você pode colar com cola branca vários pedaços de partitura e transforma ela numa bola de natal novinha e linda pra decorar sua árvore, confira na foto abaixo!

bola de natal para colocar na arvore feita de partitura
https://www.instructables.com/Decoupage-Christmas-Ornaments/

Então é isso, espero que tenham gostado das dicas e que deixe sua casa super musical nesse natal.

Katherine Ebesui

The post 5 dicas de decoração de natal musical first appeared on Escola de Música Geração M.]]>
https://geracaom.com.br/2020/12/17/5-dicas-decoracao-natal/feed/ 0
Canto popular x Canto Erudito https://geracaom.com.br/2020/12/10/canto-popular-erudito/ https://geracaom.com.br/2020/12/10/canto-popular-erudito/#respond Thu, 10 Dec 2020 20:32:46 +0000 https://geracaom.com.br/?p=1827 Na dica musical de hoje vamos te ajudar a escolher e entender melhor a diferença entre o canto popular e o canto erudito, mas antes vamos conhecer um pouco a nossa prof entrevistada Nathalia Scavone.   Eu cresci em um ambiente de festa onde meus tios faziam roda de samba e meus pais cantavam o […]

The post Canto popular x Canto Erudito first appeared on Escola de Música Geração M.]]>

Na dica musical de hoje vamos te ajudar a escolher e entender melhor a diferença entre o canto popular e o canto erudito, mas antes vamos conhecer um pouco a nossa prof entrevistada Nathalia Scavone.

professora de canto bonita camiseta vinho

 

Eu cresci em um ambiente de festa onde meus tios faziam roda de samba e meus pais cantavam o dia inteiro, diversos gêneros musicais até não aguentar mais.

Desde os 4 anos meus pais me levavam para cantar no karaokê e aos 10 ingressei no coro infantil da igreja que frequentava, sempre amei cantar e todos sempre me apoiavam.

Quando ouvi uma cantora da liturgia que tocava meu coração, eu senti a vontade de tocar o coração das pessoas com minha música. Então ingressei um ano depois na liturgia, entrei na EMESP onde fiz aula de canto erudito, na Real Som onde fiz aulas de violão, comecei a compor canções e aos 13 anos entrei no Coro Juvenil da Osesp, onde concretizei minha vontade de seguir carreira musical. Fazia apresentações com coro, banda de rock e casamentos.

Com 17 anos ingressei no curso de Música da Faculdade Cantareira, bacharel em canto erudito e no meio tempo estudava canto popular, canto coral, composição, regência, piano e alguns outros instrumentos.

Fiz um estágio de um ano e meio em uma escola particular de música, onde dei aulas de teoria, canto coral, canto popular/erudito, violão e teclado. Nesse período que veio o interesse como professora e não só como intérprete.

Quando engravidei aos 22 anos, iniciei o estudo em musicalização infantil, onde entendi que a música tem um papel crucial em nosso desenvolvimento como ser.

Aproveito aqui para agradecer a todos os mestres, os professores, os amigos, os alunos e os meus familiares, pois aprendi muito com vocês e sei que tem muito ainda para aprender.

Atualmente participo da Oficina de Música Antiga da EMMSP, sou cantora da Banda AdRock, tenho meus projetos paralelos como intérprete e sou “A Super Mega Professora de Canto da Geração M”!!!

Por que devo fazer aulas de canto? 

Para cantar é necessário conhecer sua própria voz, ter intimidade com o seu repertório e com o sentido da canção, dominar as técnicas vocais e de respiração adequadas ao gênero musical executado e conhecer o seu próprio corpo e o gesto corporal da canção.  A prática do canto envolve aspectos estéticos, fisiológicos, acústicos, perceptivos, pode ter um poder curativo ou terapêutico, influenciar na motivação, na expressão individual e coletiva, assim como no equilíbrio social. Nada melhor como aprender tudo isso com o profissional da área.

O professor de canto trabalha o desempenho do cantor e o desenvolvimento de sua voz, considerando soluções para as necessidades e limitações pessoais. Normalmente conta com a parceria de fonoaudiólogos e otorrinolaringologistas especialistas em voz cantada, visando sempre a saúde e o bem-estar vocal. Dessa forma o cantor pode aprimorar sua voz e produzi-la com o máximo de eficiência e o mínimo de esforço, pois o uso inadequado da voz muitas vezes por não conhecer as possibilidades de utilização da anatomia do seu corpo ou dos mecanismos fisiológicos da voz, pode gerar complicações mais para frente como, por exemplo, uma limitação fisiológica, uma lesão nas pregas vocais ou um comportamento vocal inadequado. Um problema vocal discreto tem impactos distintos ao se considerar o gênero musical, como no canto erudito e no popular.

Para tanto, é preciso conhecer e compreender as peculiaridades dos ajustes vocais de cada gênero musical, pois existem distinções que podem ser claramente observadas entre esses dois grandes gêneros.

microfone para estudio com fundo roxo
Hand photo created by wayhomestudio - www.freepik.com

 

Canto erudito x canto popular

Vou utilizar a nomenclatura “popular e erudito” para diferenciar esses dois grandes gêneros musicais de canto, para evitar equívocos que possam se referir a períodos históricos.

O canto popular sempre existiu, embora remeta ao século XIX, e a associação direta com o Mercado Fonográfico. É um canto de voz limpa, sem empostamento, que cultiva e valorizao individuo como ele é em essência, apresenta ajustes supraglóticos mais próximos da voz falada. Lembrando que dentro do canto popular encontram-se diferentes gêneros. Internacionalmente, há uma classificação para o canto não erudito denominado “música comercial contemporânea” que engloba o cabaret, country, experimental, folk, gospel, jazz, rock, blues e também o canto belting. Apesar de fazerem parte de um mesmo grupo e todos serem considerados não eruditos, são gêneros que exigem técnicas diferenciadas e, portanto, merecem ser abordados separadamente.

Já o canto lírico é uma forma que se procura uma autenticidade de timbre dentro de parâmetros estéticos claros, que norteiam, e compõem diretrizes. O Bell Canto é uma prática do canto lírico que prioriza a unicidade de timbre. O estudo da projeção, da emissão, e da extrema expressividade pela voz, somente pela voz, sem nenhum recurso externo que não os que compõe o aparelho vocal humano. Trabalha extensões mais amplas de tessitura vocal, o que requer ajustes mais refinados e mais distantes da voz falada.

 

Qual gênero eu devo estudar? 

É livre escolha, você decide o que quer e para chegar ao efeito pretendido, diversos ajustes vocais podem ser realizados e esses se caracterizam de acordo com as necessidades do gênero musical e o estilo interpretativo escolhido pelo aluno, mas se estiver na dúvida olhe de forma mais explicada como esses dois gêneros trabalham em:

Classificação vocal

Erudito: É o primeiro passo para se construir um repertório. Existem músicas escritas para cada tipo de voz, e esta intenção do autor tem que ser respeitada. Por isso a música depende muito da sua classificação vocal (tenor, soprano, barítono, etc.)

Popular: No canto popular existe a possibilidade da variação de tons. Além disso, escolha do repertório é feita pelo gosto pessoal, e a tonalidade da peça é modificada para se adequar à tessitura do cantor. A classificação perde importância. O que conta é mostrar uma voz interessante, pessoal, marcante, que o ouvinte possa identificar.

Intensidade

Erudito: O Cantor lírico precisa de grande volume ou potência vocal. Via de regra ele não usa microfone e a sua voz deve alcançar toda a plateia mesmo cantando junto com uma orquestra inteira. A aula de canto lírico trabalha bastante a intensidade e a impostação de voz;

Popular: Para o canto popular não há a necessidade de tanta potência vocal. O cantor popular geralmente faz uso do microfone. Com isso a emissão da voz fica no nível da fala de forma natural. O cantor regula o volume através da sua emissão vocal e também através do equipamento (microfone).

Qualidade vocal

Erudito: Existem padrões já estabelecidos que devem ser respeitados, de acordo com cada tipo de voz. É como se neste caso o cantor é quem deve se adequar a música e não ao contrário;

Popular: O conceito de “boa voz” é mais flexível. No canto popular valoriza-se um estilo pessoal, uma voz que se identifique, uma “marca”. Aqui é a música que se adequa ao cantor que pode mudar de tom e de andamento, além de improvisar.

Extensão

Erudito: As composições para canto lírico via de regra têm grande extensão, e tendem a explorar as regiões extremas das vozes. Por isso o cantor deve ser virtuoso, e incrivelmente técnico, usando todos os seus recursos.

Popular: Nem sempre é necessária uma grande extensão vocal. Entre as cantoras, parece haver certa tendência a rejeitar os agudos (principalmente no registro de cabeça) e valorizar a voz grave; uso da voz “mista” (mistura as ressonâncias de cabeça e peito).

Articulação e dicção

Erudito: O cantor lírico precisa seguir as regras da música. Ele serve tanto a ela que em muitos casos a pronúncia artificial é difícil de entender. Ele pode até distorcer um fonema em favor da melhor emissão musical.

Popular: Este é um caso inverso: A letra tem primazia e deve ser dita como na fala, com clareza, naturalidade e sem distorções na pronúncia, para que seja compreendida imediatamente.

Criatividade ou Improvisação

Erudito: Precisa ser fiel à intenção original do autor, respeitando todas as indicações da partitura, como tonalidade, melodia, ornamentos, dinâmica etc. O cantor não pode improvisar.

Popular: Procura a novidade, o surpreendente, a releitura; espera-se sempre ouvir uma versão diferente da que já foi feita. É desejável que o cantor coloque na canção a sua “marca”, criando variações rítmicas e melódicas.

 

Conclusão

Tanto para quem já se encontrou como para quem ainda não sabe por onde começar, o ideal é sempre procurar um preparador vocal. O professor te mostra o caminho e repertório de diversas épocas, você que vai ver e sentir em qual gênero se sente mais em casa e quem sabe aos poucos crie sua própria música.

Abaixo tem 2 vídeos de cantores populares e respectivamente 2 vídeos de cantores eruditos, venha espiar:

Então é isso, espero que tenham gostado da entrevista e que tenha te ajudado.

Katherine Ebesui

The post Canto popular x Canto Erudito first appeared on Escola de Música Geração M.]]>
https://geracaom.com.br/2020/12/10/canto-popular-erudito/feed/ 0
Cavaquinho x Banjo brasileiro https://geracaom.com.br/2020/12/03/cavaquinho-banjo-brasileiro/ https://geracaom.com.br/2020/12/03/cavaquinho-banjo-brasileiro/#respond Thu, 03 Dec 2020 14:03:40 +0000 https://geracaom.com.br/?p=1808 Na dica musical de hoje vamos te ajudar a escolher o melhor instrumento para você estudar e conhecer um pouco mais sobre o cavaquinho e o banjo brasileiro, para isso entrevistamos o nosso professor Ball Jazz, bora? Primeiro vamos conhecer um pouco sobre o Ball. "Eu comecei a me interessar por música com apenas sete […]

The post Cavaquinho x Banjo brasileiro first appeared on Escola de Música Geração M.]]>

Na dica musical de hoje vamos te ajudar a escolher o melhor instrumento para você estudar e conhecer um pouco mais sobre o cavaquinho e o banjo brasileiro, para isso entrevistamos o nosso professor Ball Jazz, bora?

professor de musica tocando banjo

Primeiro vamos conhecer um pouco sobre o Ball.

"Eu comecei a me interessar por música com apenas sete anos de idade. Cresci em uma família musical em que meu pai tocava, assim como meus tios e meu avô.

Com 14 anos de idade entrei no Conservatório Beethoven, aonde eu cursei violão clássico e popular. Com 18 anos de idade comecei a tocar Cavaquinho e Banjo no bairro do Bexiga. O samba e chorinho e o “pagode” estava em alto.

Mesmo tocando profissionalmente nunca deixei de estudar outros instrumentos, como: Baixo, Bandolim, Ukulele. Além de ter feito faculdade e pós-graduação em música.

Atualmente sou professor da Geração M onde eu leciono, Cavaquinho, Banjo, Contrabaixo, Guitarra e Violão."

cavaquinho no fundo peludo
https://www.ferreiraluthier.com.br/cavaquinhos/cedro/cavaquinho-cedro-ferrerinha-estudante--p

 

Fale um pouco sobre o cavaquinho?

O cavaquinho foi introduzido no Brasil pelos portugueses na colonização, no século XVIII. É um instrumento amplamente utilizado nos folguedos populares em nosso país: da folia de reis ou reisado.

No Brasil o cavaquinho se estabeleceu como figura fundamental do agrupamento típico do choro: o regional. Como instrumento realiza o “centro” – uma espécie de condução rítmico-harmônica realizada em conjunto com o violão. Também utilizado no Samba, Valsa, Maxixe e pasme! até no Forró com lendário Luis Gonzaga.

banjo brasileiro arlindo cruz tocando feliz

 

Fale um pouco sobre o banjo?
Representa uma renovação do samba, o desenvolvimento de uma nova forma de compor e interpretar o gênero, que contribui para a formação do pagode. Resumidamente: Banjo! É um instrumento de repique! A percussão harmônica!

 

Qual a principal diferença entre o cavaquinho e o banjo?
Geralmente usamos o cavaquinho para acompanhamento e solo.  O Banjo geralmente é utilizado para fazer repique. (Percussão Harmônica).

 

Para quem você indica estudar cavaquinho ou banjo?
Vivemos no País do samba, da bossa-nova, do pagode. Todas as pessoas que curtem esse tipo de música.

cavaquinho homem de terno tocando
Vintage photo created by betochagas - www.freepik.com

 

Qual estilo de música se toca no cavaquinho? E no banjo?
Valsa, Maxixe, Samba e subgênero do samba, como: Samba-canção, Samba-rock, Samba enredo, samba de Break. (Apesar de ser usado bem mais nas rodas de Samba).

 

Qual desses instrumentos você estuda mais? 
Geralmente estudo mais cavaquinho porque gosto muito de Chorinho.

 

Qual a sua dica para quem vai comprar um desses instrumentos?

Temos algumas marcas que são custo benefício: Rozini, Giannini são os procurados. Lembrando que ambos têm a linha iniciante e a profissional.

Indique um repertório de banjo e cavaquinho para quem tem interesse

  • Jorge Aragão. (Falsa consideração)
  • Zeca pagodinho. (Deixa vida me levar)
  • Fundo de quintal. (o Show tem que continuar)
  • Djalma Pires (Samba de Ninar)
  • Waldir de Azevedo (Brasileirinho)
  • Pixinguinha (Carinhoso)
  • Martinho da Vila (Visgo da Jaca)
  • Jacob do Bandolim (Noites Cariocas)
  • Cartola (O mundo e um moinho)
  • Adoniran Barbosa (Trem das Onzes)

Dicas, sugestões e comentários

Sempre buscar grande referencias e ouvir de tudo, principalmente os clássicos!  Conhecer a origem daquilo que você ouvindo a história e tudo aquilo que está envolvido.

 

Então é isso, espero que tenham gostado da entrevista e que tenha te ajudado.

Katherine Ebesui

The post Cavaquinho x Banjo brasileiro first appeared on Escola de Música Geração M.]]>
https://geracaom.com.br/2020/12/03/cavaquinho-banjo-brasileiro/feed/ 0