Na dica musical de hoje vamos te ajudar a escolher o melhor instrumento para você estudar e conhecer um pouco mais sobre o cavaquinho e o banjo brasileiro, para isso entrevistamos o nosso professor Ball Jazz, bora?

professor de musica tocando banjo

Primeiro vamos conhecer um pouco sobre o Ball.

"Eu comecei a me interessar por música com apenas sete anos de idade. Cresci em uma família musical em que meu pai tocava, assim como meus tios e meu avô.

Com 14 anos de idade entrei no Conservatório Beethoven, aonde eu cursei violão clássico e popular. Com 18 anos de idade comecei a tocar Cavaquinho e Banjo no bairro do Bexiga. O samba e chorinho e o “pagode” estava em alto.

Mesmo tocando profissionalmente nunca deixei de estudar outros instrumentos, como: Baixo, Bandolim, Ukulele. Além de ter feito faculdade e pós-graduação em música.

Atualmente sou professor da Geração M onde eu leciono, Cavaquinho, Banjo, Contrabaixo, Guitarra e Violão."

cavaquinho no fundo peludo
https://www.ferreiraluthier.com.br/cavaquinhos/cedro/cavaquinho-cedro-ferrerinha-estudante--p

 

Fale um pouco sobre o cavaquinho?

O cavaquinho foi introduzido no Brasil pelos portugueses na colonização, no século XVIII. É um instrumento amplamente utilizado nos folguedos populares em nosso país: da folia de reis ou reisado.

No Brasil o cavaquinho se estabeleceu como figura fundamental do agrupamento típico do choro: o regional. Como instrumento realiza o “centro” – uma espécie de condução rítmico-harmônica realizada em conjunto com o violão. Também utilizado no Samba, Valsa, Maxixe e pasme! até no Forró com lendário Luis Gonzaga.

banjo brasileiro arlindo cruz tocando feliz

 

Fale um pouco sobre o banjo?
Representa uma renovação do samba, o desenvolvimento de uma nova forma de compor e interpretar o gênero, que contribui para a formação do pagode. Resumidamente: Banjo! É um instrumento de repique! A percussão harmônica!

 

Qual a principal diferença entre o cavaquinho e o banjo?
Geralmente usamos o cavaquinho para acompanhamento e solo.  O Banjo geralmente é utilizado para fazer repique. (Percussão Harmônica).

 

Para quem você indica estudar cavaquinho ou banjo?
Vivemos no País do samba, da bossa-nova, do pagode. Todas as pessoas que curtem esse tipo de música.

cavaquinho homem de terno tocando
Vintage photo created by betochagas - www.freepik.com

 

Qual estilo de música se toca no cavaquinho? E no banjo?
Valsa, Maxixe, Samba e subgênero do samba, como: Samba-canção, Samba-rock, Samba enredo, samba de Break. (Apesar de ser usado bem mais nas rodas de Samba).

 

Qual desses instrumentos você estuda mais? 
Geralmente estudo mais cavaquinho porque gosto muito de Chorinho.

 

Qual a sua dica para quem vai comprar um desses instrumentos?

Temos algumas marcas que são custo benefício: Rozini, Giannini são os procurados. Lembrando que ambos têm a linha iniciante e a profissional.

Indique um repertório de banjo e cavaquinho para quem tem interesse

  • Jorge Aragão. (Falsa consideração)
  • Zeca pagodinho. (Deixa vida me levar)
  • Fundo de quintal. (o Show tem que continuar)
  • Djalma Pires (Samba de Ninar)
  • Waldir de Azevedo (Brasileirinho)
  • Pixinguinha (Carinhoso)
  • Martinho da Vila (Visgo da Jaca)
  • Jacob do Bandolim (Noites Cariocas)
  • Cartola (O mundo e um moinho)
  • Adoniran Barbosa (Trem das Onzes)

Dicas, sugestões e comentários

Sempre buscar grande referencias e ouvir de tudo, principalmente os clássicos!  Conhecer a origem daquilo que você ouvindo a história e tudo aquilo que está envolvido.

 

Então é isso, espero que tenham gostado da entrevista e que tenha te ajudado.

Katherine Ebesui

One thought on “Cavaquinho x Banjo brasileiro

  1. Embora o cavaquinho e o banjo possuam a mesmissima afinacao, sua constituicao de execucao e completamente distinta. Enquanto o primeiro projeta-se de maneira mais continua, e mesmo quando exerce acompanhamento pode promover situacoes melodicas, o segundo, o banjo brasileiro, e bastante ritmico, pontuando praticamente o que se executa no repique de mao.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *